A Rede Portuguesa Global Compact

À escala mundial, o Global Compact organiza-se em redes, ou networks, locais ou regionais, de acordo com o contexto geográfico, social ou económico do país ou países que as constituem. Estas redes permitem estreitar laços entre as empresas e outras partes interessadas que fazem parte de cada uma delas, ao mesmo tempo que promovem uma partilha de experiências e desenvolvimento coletivo no que respeita a atividades, práticas e políticas que cada entidade possa aplicar.

A Global Compact Network Portugal (UN GCNP) é a rede portuguesa do Global Compact, que reúne os subscritores da iniciativa com sede ou que operam em Portugal. Teve o seu início em reuniões informais entre empresas portuguesas subscritoras do UNGC em 2006 e foi constituída formalmente em 2007.

A UN GCNP funciona de acordo com as diretrizes gerais do UNGC e segundo o seu Regulamento. É esperado que todos os participantes integrem a rede do seu país, bem como as redes GC que existam nos países onde possuam operações com impacte relevante na sociedade, economia e ambiente locais.

A UN GCNP não tem personalidade jurídica, pelo que é suportada pela APEE - Associação Portuguesa de Ética Empresarial, funcionando com plena autonomia, governada segundo o seu Regulamento próprio. O Conselho Geral integra os participantes quotizantes da UN GCNP e elege os órgãos de governo da UN GCNP.

Saiba mais sobre a importância das Local Networks
Conheça melhor a UN Global Compact Network Portugal