Proteção Ambiental

Os Princípios do Ambiente do Global Compact baseiam-se na Declaração do Rio sobre o Ambiente e o Desenvolvimento. Os três princípios são:

  • Princípio 7: As empresas devem apoiar uma abordagem preventiva aos desafios ambientais;
  • Princípio 8: Realizar iniciativas para promover a responsabilidade ambiental; e
  • Princípio 9: Encorajar o desenvolvimento e a difusão de tecnologias amigas do ambiente.

Responsabilidade Ambiental das Empresas

O mundo está a enfrentar desafios ambientais únicos e assustadores, de entre os quais podemos destacar: as alterações climáticas; a crise emergente na disponibilidade de água, e a sua poluição; a ameaça à biodiversidade e os danos a longo prazo nos ecossistemas; a poluição da atmosfera; a produção e eliminação de resíduos; os impactos dos químicos e substâncias tóxicas utilizados na eliminação dos resíduos; a destruição dos ecossistemas aquáticos; a desflorestação e a degradação da Terra.

Nos últimos anos, mais empresas têm vindo a adotar abordagens e políticas mais amplas, no que respeita a gestão de riscos. Neste contexto, e em alguns casos, surgiram oportunidades a partir dos vários desafios ambientais que as empresas enfrentam, o que lhes permitiu obter um conjunto de vantagens, como por exemplo:

  • A redução de custos, através de maior eficiência;
  • A geração de maiores receitas, resultado de produtos, serviços e tecnologias relacionadas;
  • A construção da reputação da empresa e das suas marcas;
  • A melhoria das condições de saúde dos seus colaboradores e da comunidade envolvente;
  • O contributo para a criação de sociedades e mercados sustentáveis.

Cada vez mais empresas abraçaram a causa da sustentabilidade ambiental como um factor determinante na sua gestão. No entanto, não podemos esquecer a necessidade da adoção de estratégias e ações mais abrangentes para que as empresas respeitem na totalidade os desafios ambientais, tanto à escala local como global.

 

Estratégia de Orientação Ambiental

As questões ambientais, quer estejam relacionadas com as alterações climáticas, com a escassez de água, com outros desafios ecológicos ou ainda com os recursos naturais, estão a tornar-se cada vez mais complexas. As abordagens empresariais tradicionais de gestão ambiental, baseadas sobretudo no cumprimento e avaliação limitada de riscos, já não são suficiente para ser ultrapassar os desafios ambientais do século XXI.

Para preparar as empresas para este cenário onde se colocam cada vez mais desafios e dar mais protagonismo aos três princípios ambientais do Global Compact, foi desenvolvida uma estratégia de orientação ambiental e de recursos, coma formação de um grupo composto por participantes e subscritores da iniciativa em parceria com a Duke University.
Esta estratégia de orientação ambiental foi concebida com o propósito de ajudar as empresas a desenvolver uma estratégica holística e abrangente, fazendo a ligação de várias questões ambientais entre si e as suas relações com as prioridades sociais e de desenvolvimento, além de que esta estratégia de orientação ambiental agrega iniciativas como o Caring for Climate e CEO Water Mandate do Global Compact.

 

Plataformas de Compromisso – Alterações Climáticas e Água

Para além dos seus princípios ambientais cruciais, o UN Global Compact está concentrado em duas das questões ambientais mais críticas do século XXI: as alterações climáticas e a sustentabilidade da água.
No que toca a estes dois temas, os participantes são encorajados a aderir às seguintes plataformas:

  • Caring for Climate: Plataforma da Liderança Global Business – uma plataforma de ação, com um carácter complementar e voluntário, destinado às empresas que pretendem ser líderes em matéria de alterações climáticas. Caring for Climate demonstra como as empresas envolvidas podem ganhar terreno, implementando soluções práticas, e moldar a opinião pública e as atitudes dos governos.
  • The CEO Water Mandate – um sistema de políticas concebido para ajudar as empresas no desenvolvimento, implementação e divulgação de políticas e práticas abrangentes para a sustentabilidade da água. Criado em parceria com a sociedade civil, Agências da ONU, instituições especializadas e autoridades públicas.

 

Energia Sustentável para Todos

O Secretário-geral das Nações Unidas destacou a importância fulcral do tema da energia sustentável e está a mobilizar o eleitorado em várias áreas da sociedade para criar uma iniciativa global destinada a ajustar decisões e políticas de investimento, colocando os países no caminho para a sustentabilidade energética nas próximas duas décadas. Esta nova iniciativa global, o Programa Energia Sustentável para Todos, vai envolver governos, setor privado e parceiros da sociedade civil em torno de três grandes metas, a ser atingidas até 2030:

  • Universalizar o acesso aos serviços energéticos modernos;
  • Melhorar a eficiência energética;
  • Aumentar a percentagem de energia produzida com origem em fontes renováveis.

Como forma de apoio à iniciativa do Secretário-geral, o UN Global Compact desenvolveu o Global Compact para a Energia Sustentável: Um Sistema para Acção das Empresas, que foi lançado no Private Sector Forum 2011. Este sistema tem como principal objetivo motivar e orientar as empresas para que se envolvam e apoiem a iniciativa Energia Sustentável para Todos, tem como base as metas propostas para 2030 e encaminha as empresas para as medidas que deve tomar para produzir um impacto significativo em matéria da energia sustentável, quer através do seu core business, do desenvolvimento dos seus serviços e produtos, de investimentos sociais e filantropia ou da sensibilização e compromisso para com as políticas públicas. Este sistema será desenvolvido na próxima Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável (Rio+20). Os seus esforços estão concentrados na definição as ações que o setor privado pode e deve levar a cabo para concretizar a visão do Secretário-geral e na mobilização de outras empresas em todo o mundo.

Download do Global Compact para a Energia Sustentável: Um Sistema para Ação das Empresas

 

Agência da ONU

O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (UNEP) produz um vasto conjunto de materiais para os decisores nos governos, indústria, empresas e comunidades locais.