• Home
  • Notícias
  • UN Global Compact Business Ambition for Climate Action

UN Global Compact Business Ambition for Climate Action

Enquanto o mundo continua a combater a pandemia da COVID-19, os impactes das alterações climáticas acentuam-se e, tal como António Guterres, Secretário-Geral das Nações Unidas e Chair of the Board do United Nations Global Compact, frisou na abertura da COP26, já passaram seis anos desde o Acordo de Paris, os seis anos mais quentes de que há registo.

O Emissions Gap Report de 2021 mostra que com as atuais NDCs - Contribuições Nacionalmente Determinadas - estamos a caminhar para um aumento da temperatura de 2.7ºC até ao final do século. Um trajeto que exige uma ação imediata por parte de todos. 

A liderança do setor empresarial é, por isso, fundamental para enfrentar a emergência climática e acelerar a transição para uma economia neutra em carbono. As empresas, um pouco por todo o mundo, estão a escalar soluções inovadoras e a apresentar planos sólidos para uma ação urgente alinhada com o 1.5ºC e a neutralidade carbónica. 

O UN Global Compact Business Ambition for Climate Action, que decorreu durante a semana de alto nível da COP26, contou com a Mensagem de Abertura de António Guterres, Secretário-Geral das Nações Unidas, e com a participação de Chefes de Estado, CEOs, especialistas em sustentabilidade, representantes das Nações Unidas e organizações da sociedade civil para, em conjunto, apresentar ações concretas para uma economia neutra em carbono e destacar estratégias para desbloquear o financiamento climático, em prol de uma recuperação justa. A iniciativa contou com sessões plenárias, incluindo o High-Level Meeting Caring for Climate em direto a partir da COP26, mas também sessões temáticas e oportunidades exclusivas de networking.

HIGH-LEVEL MEETING CARING FOR CLIMATE

O 9.º High-Level Meeting Caring for Climate, copromovido por UN Global Compact, UN Environment Programme e UN Climate Change, teve como objetivo veicular uma mensagem empresarial de forte ambição climática, assente em financiamento, resiliência e transição justa para todos os setores. Os líderes executivos, em representação de iniciativas como Race to ZeroBusiness Ambition for 1.5ºCRace to Resilience e Glasgow Financial Alliance for Net Zero, protagonizaram o diálogo em torno dos grandes desafios do momento e apresentaram compromissos centrados nas duas grandes crises da atualidade: a COVID-19 e a emergência climática.

LEVERAGING THE POWER OF CFOs TO UNLOCK CLIMATE-FINANCE

O financiamento climático é, hoje, um dos pontos centrais no combate às alterações climáticas. À luz do Acordo de Paris e da Agenda 2030 da ONU, as instituições financeiras têm o poder de fazer a diferença, direcionando o capital para a descarbonização da economia, sendo, cada vez mais, fundamental que bancos, seguradoras e gestores de ativos alinhem as suas carteiras com o 1.5ºC, transferindo o financiamento para empresas sustentáveis e aumentando a fasquia para que os emissores reduzam o seu impacto ambiental. 

O papel dos Chief Financial Officers é, por isso, fundamental nesta matéria, razão pela qual o UN Global Compact, através da CFO Taskforce for the SDGs, reúne 60 CFOs e múltiplos players da indústria financeira e de investimento, empenhados em implementar os ODS na estratégia e práticas financeiras das suas empresas. 

FROM AMBITION TO ACTION - HIGHLIGHTS FROM TWO YEARS OF BUSINESS AMBITION FOR 1.5°C

Com mais de 1000 empresas aderentes, a Business Ambition for 1.5ºC - campanha mundial liderada pela Science Based Targets initiative - constitui hoje o maior grupo de empresas comprometidas com a ação climática rumo ao 1.5ºC e à descarbonização. Um sucesso que reflete a importância e a urgência da ciência climática, que conduziu a SBTi a anunciar, no passado dia 28 de outubro, o primeiro Net-Zero Standard

Esta sessão destacou o progresso e a liderança das empresas que assumiram o compromisso com o 1.5ºC, mostrou o sucesso da campanha Business Ambition for 1.5ºC e explicou o que é necessário nos próximos anos para descarbonizar completamente até 2050 e manter o aquecimento global a 1.5ºC.

A Global Compact Network Portugal (GCNP) é a rede portuguesa do United Nations Global Compact (UNGC), que reúne os participantes da iniciativa com sede ou que operam em Portugal.
© All Rights Reserved